segunda-feira, 15 de novembro de 2010

"Thank you, Jesus..."














Antes do Kiyo nascer, e antes mesmo de imaginarmos ele em nossas vidas, nos passamos por uma desilusao tremenda com pessoas na igreja da qual participavamos. Por conta disso, deixamos de participar da igreja. Isso em momento algum diminuiu a nossa feh.
Quando o Kiyo nasceu, decidimos que iriamos batiza-lo, porem nossa relacao com a igreja local estava (e ainda estah) deveras estremecida. Entao, decidimos que o pastor que fez nosso casamento (grande amigo nosso) faria o batizado. Tudo deu certo.
Enquanto estavamos no Brasil, nao sentiamos necessidade alguma em participar de igreja. Iamos vez que outra num culto, mas sem assumir compromisso. Gato escaldado tem medo ateh de agua de coco.
Apesar de nao participarmos de uma instituicao religiosa, sempre estivemos certos onde nossa feh estava. Nunca tivemos duvida alguma sobre o que ensinar ao Kiyo em relacao a isso. Entao, sempre antes de dormir eu fazia uma oracao silenciosa com ele, enquanto ele mamava tranquilamente. Eu fazia isso sempre, desde que ele nasceu.
A medida que ele foi crescendo, comecou a falar e prestar mais atencao nas nossas atitudes, eu passei a fazer essas oracoes em voz alta. Mais recentemente, passei a pedir que ele interagisse comigo, repetindo o que eu dizia. Fizemos isso umas 3 vezes (eu falando e ele repetindo), sendo que a iniciativa era minha.
Daih numa noite, na hora de dormir, ele deitou na cama ao meu lado, colocou as maozinhas juntas e comecou por si mesmo a falar: "Thank you , Jesus for today. Thank you for the light, for the door, for the other door, for the window and the other window, thank you for school, for Mrs Marilyn, for friends, for mamae, papai, vovo, Vo Ana, Dudu, and everybody. Amen!" Ele fez isso sem ninguem falar que ele "tinha" que fazer, partiu dele expontaneamente.
Conclusao: Ir para a igreja (instituicao) nao quer dizer nada, assim como nao ir tambem.
Eu estou feliz em saber que meu pequeno nao precisa "ir pra igreja" para ser abencoado. Gracas a Deus por isso!

2 comentários:

Bete Strøm disse...

Nossa que pequeno abençoado!!! Deus abençoe vocês...Amiga eu estou na mesma situação, creio no evangelho de Cristo mas não frequento nenhuma denominação, mas acredito que Deus irá guiar-me a seu santuario.
E por falar em morar fora, eu também to saindo do Brasil, vou embora com meu marido para a Noruega! Eu já estava sentindo a falta de vocês!
Beijos para todos!

Jo M. E. Guerra de Carvalho disse...

Dani, eu também estou na mesma situação que vocês. Nunca fui mais religiosa, entretanto, não encontro lugar para mim nos "templos de pedra". Kevo reza todas as noites, como te disse. Mariles me dá a mão e fica quietinha, quando digo que vamos orar.
Sinto Deus em mim e na minha família. Sinto sua bênção sobre mim e na superação de minhas inumeráveis falhas... E, de algum modo estranho, isso basta.
"Porque aonde estiver seu coração, aí estará o seu tesouro", porque "onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, lá estarei presente".
Poucas cenas me emocionam mais que uma mãe com seu pequeno orando. Isso deve ser motivo de tremendo júbilo nos céus.

Que, onde quer que sua família vá, Jesus possa ir junto.

Amor,

Jo