segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Ciclos nao completamente fechados... sem dor, sem traumas e sem preconceitos...

Quando o Kiyo fez 1 ano, eu ouvia de varias pessoas (normalmente da minha familia, mas algumas estranhas tambem) que ele precisava "largar o peito". Eu fazia a minha cara de paisagem costumeira, ou as vezes contava com a lingua rapida do marido que dizia que Kiyo pararia de mamar quando ele falasse que nao queria mais mamar pois ia pra balada.
Quando ele fez 2 anos, os olhares de reprovacao eram mais numerosos. Nessa epoca eu jah ouvia comentarios do tipo: "Ele nao vai querer parar nunca!" ou "Ele vai ficar dependente!" ou ateh "Eh sem-vergonhice!" "Eh feio!" e "Ele vai crescer com problemas sexuais!" Esses comentarios nao me afetaram... Enchiam o saco, mas nao mudavam minha forma de pensar sobre a amamentacao ou colocavam duvidas em minha cabeca sobre a decisao de continuar prolongadamente.
Kiyo fez 3 anos e ainda continuava firme e forte no mamah noturno. Os comentarios seguiam, e nos contiuavamos firmes na nossa decisao. De vez em quando, ouvia um: "Nossa, que legal! Ele ainda mama!!!" Mas no geral eram comentarios maldosos que em nada acrescentavam e apenas me irritavam.
Ouvia falar do desmame natural, e quando arriscava comentar sobre essa possibilidade com alguem "de fora", era vista como romantica (boba) e ouvia que isso nao existe.
Ao mesmo tempo, ouvia historias de parentes que forcaram a barra para que a crianca largasse do peito e sofriam com problemas de inseguranca e questoes mal-resolvidas. Nao queriamos que o Kiyozinho passasse por essas situacoes. Decidimos que o desmame dele seria no seu tempo, sem forcar, sem proibir, sem reprimir... nao diriamos nada que diminuisse sua auto-estima por mamar. Tratamos tudo normalmente, como deve ser! E naturalmente, esperariamos o momento dele para parar!
Esta semana postei algo que achei que era o momento... mas acho que me adiantei. A coisa fluiu naturalmente naquela noite. Ele dormiu tranquilamente. No entanto, na noite seguinte ele pediu. Eu disse que ele poderia mamar, mas que depois de mamar teriamos que (re) escovar os dentinhos (pois era isso que estava me preocupando). Ele concordou. Mamou. E mesmo dormindo, abriu a boquinha e deixou que eu escovasse os dentinhos. Na noite que seguiu, a mesma coisa aconteceu.
Hoje cheguei a conclusao de que nao estamos mesmo prontos para o desmame noturno completo. Seguimos, sem crises, mamando e escovando os dentinhos. Ele nao parece se incomodar. O sono vem mais rapido com o mamazinho e parece acalmar seus sonhos.
Mais sobre o nosso ciclo em breve!
Beijos
Dani

Nenhum comentário: