quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Tudo sob controle...

Parece que cada dia que passa o Kiyo desafia os "padroes" daqueles palpiteiros que teimavam em dizer que dormir junto com ele o deixaria dependente, que amamentar por tanto tempo faria dele uma crianca mimada que nao pode fazer nada sozinho. 
Sim... ele continua dormindo no meio da gente. Ele continua dando suas mamadas noturnas. E ele continua nao sendo excluido das atividades da familia. Ele continua sendo tambem nossa  prioridade maxima. Nosso mundo, apesar de nao orbitar totalmente ao redor dele, gira em sintonia com ele. 
Entao ultimamente Kiyo tem dado seus "gritos de independencia". Quando estamos andando num estacionamento, ele jah nao gosta de pegar na mao. Na hora de calcar os sapatos, ele briga que vai faze-lo sozinho. Ele jah coloca suas roupas e vai ao banheiro "quase que" sem ajuda alguma. 
Ontem percebi mais um desses gritos de independencia. Foi assim:
Fomos (Kiyo e eu) andando de bicicleta ateh o parque (com algumas arvores e duas balancas) na beira da praia. Chegando lah, Kiyo tem todo um protocolo seu a ser seguido: primeiro ele sobe em uma arvore, depois na outra, daih ele vai a balanca, e depois volta as arvores. Enquanto ele subia em uma das "suas" arvores, eu estava cah embaixo (morrendo de medo) cuidando para que ele nao caisse e tentando manter o meu "cool". Quando eu fui segurar seu bracinho para que ele pudesse se equilibrar melhor, ele virou para mim e disse (em tom de constatacao): "Mamae, it's ok! I have everything under control!" (traduzindo: "Mamae, tudo bem! Eu tenho tudo sob controle!" E assim, lah se foi o meu MacaKiyo feliz subindo a arvore ateh onde eu nao mais alcancava. 
Foi entao que conclui: eis a minha certeza de que a independencia real chega apenas quando eh a hora certa. Forca-la causa apenas dor, tristeza, frustracao e a perda da confianca que a crianca depositou incondicionalmente no pai e na mae. Isso jamais!

2 comentários:

As peripécias do José Guilherme disse...

Mas me diga a verdade: Bem que fica aquela saudadezinha de quando eles eram totalmente dependente da gente não é? Mas ao mesmo tempo uma alegria de vê-los crescendo independentes e saudáveis! rsrs

DaniSapoo disse...

Se dah, Ka... Uma saudade doida dele aconchegado no meu colo, mamando tranquilamente. O que pra mim nao tem preco eh saber que cada passo desse desenvolvimento dele foi bem acompanhado.
Beijao... seu pequeno tah lindao...