segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Desmame... natural e sem traumas de verdade!!!

Jah faz algum tempo que o Kiyo parou de mamar durante o dia. Acho que faz mais de um ano. Ele continuava firme na mamada antes de dormir, pedindo toda noite logo apos a historinha. Depois da mamada, ele apagava ateh o dia seguinte.
Quando ele fez 4 anos, essa "mamada" noturna comecou a me incomodar um pouco. Comecei a pensar: "E se os outros estiverem certos e ele nao quiser mais parar de mamar?"; "E se eu fiz tudo errado em deixa-lo mamar por tanto tempo?"; "Serah que eu deveria ter tirado o peito a forca como tanta gente me recomendou?". Tantos "E se"s que eu jah nao tinha mais certeza da real razao pela qual eu tinha persistido na mamada do Kiyo. Serah que ele ficaria mesmo dependente de mim pro resto da vida?
Perguntava ao Kiyo quando ele iria parar de mamar. E ele respondia sem cerimonia: "Semana que vem, mamae!" ou entao "Quinta-feira que vem!"... E assim as semanas passaram, os meses passaram, e o Kiyo continuava lah pedindo toda santa noite pelo seu abencoado mamazinho para dormir. Mamava de estalar a boquinha. Na hora que ele pegava para mamar, eu me sentia a pior pessoa do mundo por perguntar a ele tal coisa. Ele sempre questionava sobre ser um "Big Boy".
A coisa mais ofensiva para ele eh ser chamado de baby! Ele se ofende mesmo. Nao eh baby e por isso nao eh "cute". Talvez essa fosse a sua "briga interna" em relacao ao mamah. No entanto, o mamah sempre prevalecia.
Com o tempo, a sua mamada noturna foi ficando mais curta. Tinha vezes em que ele nao pedia para mamar e acabava dormindo antes de sono. No entanto, na semana do dia 12 de dezembro de 2011, Kiyo decidiu por si soh parar de mamar. Decretou a sua independencia completa do mamah. Nao sei se a mamae aqui, que nessa semana estava atucanada com os acontecimentos (papai no hospital), acabou esquecendo de pergunta-lo ou se ele esqueceu de pedir. Soh sei que foi gradual e naturalmente. Sem traumas mesmo... sem gosto amargo na boca ou na alma. Kiyo nao deu tchau pro mamah. Hoje, por exemplo, ele deu um cheiro no mamah. Mas nao quis mamar como antigamente. Ele simplesmente decidiu que jah era hora.
Quando o Jeff voltou do hospital no sabado, Kiyo contou todo feliz e orgulhoso a nova conquista. Ele agora era oficialmente um "big boy". E melhor de tudo: ele nao precisou passar por traumas de peito negado, carinho ausente e mae nao-disponivel. Ele teve a seguranca de saber que o mamah dele estaria ali na noite, confortando o seu medo e pesadelo por tempo suficiente. Tanto que se sentiu confidente e seguro para decidir quando era a hora de parar. Sem traumas ou "hang-ups".
Beijos a todos,
Dani

2 comentários:

Gabriela disse...

Oi Dani, lindo relato. Acompanhei desde o nascimento do Kiyo através da bestbaby, e agora quem diria, o desmame aos 4 anos, naturalmente. Parabéns querida, saúde e muitas alegrias, são meus votos! Um abraço da Gabi, mãe da Isabel e do Bento.

DaniSapoo disse...

Oi Gabi,
Obrigada pelos votos, querida. Desejo muita saude e muitas coisas boas para voces tambem! Beijao
Dani