sábado, 31 de dezembro de 2011

Licoes de Final de Ano...

Uma das coisas que minha mae sempre me disse eh que nao podemos mudar as acoes de outras pessoas, mas podemos decidir como serao as nossas em relacao a isso. Eh por isso que eu sempre tento ver o lado positivo nas situacoes e tento fazer de situacoes desagradaveis como essa um pouco menos chatas.
Claro que para isso eh preciso encontrar dentro de mim mesma a forca contraria ao tsunami de emocoes negativas que fazem parte desses momentos desagradaveis. A vontade inicial eh ficar me fazendo de vitima. No entanto, poucas coisas no mundo realmente merecem o titulo de desgraca. Entao, por pior que a situacao seja, ha como encontrar um lado positivo (ou pelo menos um lado menos dark).
Depois que o Jeff saiu do hospital, ele precisou receber atendimento domiciliar, antibiotico intravenoso e ficar literalmente de pernas "pro ar". Achamos que iriamos passar o Natal isolados aqui. No entanto, conseguimos ir ateh Saint Augustine passar um tempinho gostoso (apesar de corrido) com as amadas tias, tio, primas e voh postica do Kiyozinho.

Kiyo nem se cabia de alegria ao chegar na casa da tia Elo e do tio Jimmy. Acabamos ficando em um hotelzinho perto da casa, pois a mesma estah em reformas e ficaria tudo muito tumultuado. Mas passavamos a maior parte do dia com eles.
Kiyo andou de bike, jogou bola, correu com as "primas" (uma moca linda de 23 anos e uma vovozinha de quatro patas). Ele tambem ajudou na decoracao da arvore de Natal (que ainda estava guardada devido a reforma), ajudou a fazer cookies para o Papai Noel, brincou mais um pouco com os tios, e arrumou os cookies e leite para o "velhinho" que deveria passar por lah na noite do dia 24 de dezembro.













De noite, no hotel, ele nem queria dormir tamanha era a ansiedade de esperar a manha do dia seguinte para ver se o "velhinho" Nicolau tinha lembrado de passar na casa da tia Elo para lhe deixar presentes debaixo da arvore que decoramos tao bem na vespera. Chegamos logo pela manha na casa da tia Elo e do tio Jimmy e foi lindo de ver os olhinhos redondinhos do Kiyo (meus olhinhos de jabuticaba) brilhando por antecipacao para ver se o papai noel tinha passado por lah, comido os biscoitos e bebido o leite. Tomamos o cafeh da manha e fomos destribuir os presentes. Kiyo ficava deslumbrado a cada pacote aberto. Ele ganhou varios presentes. Sei que isso eh incentivo ao consumismo da epoca, mas ao contrario de muita gente, ele vibrava com TODOS os pacotes: os dele, os dos outros, os brinquedos, as roupas... tudo era recebido com um WOW bem sincero e unico.

Depois de abrir os presentes, Kiyo foi brincar lah fora com o titio Jimmy (seu padrinho) de bola. Ainda depois fomos passear no Alligator Farm, presente das tias. Kiyo aproveitou para andar de bike, correr pra cima e pra baixo, comeu bastante coisas gostosas, riu com as tias, brincou com a prima, correu atras da "outra" prima, cuidou do papai, fez bagunca com o tio Jimmy, levou a Bilu passear com a voh Lillian...
Sei que foi realmente uma bencao esse tempinho que passamos com eles. O Kiyo pode fortalecer seus lacos com os parentes, fazer planos e convidar as tias para virem visita-lo em sua casa.
E o cartao de Natal que recebemos do tio Jimmy e da tia Elo resumiu bem o nosso final de ano: "Fiquei feliz em ver que voces conseguem fazer limonadas dos limoes que a vida lhes dah." E realmente foi isso... no final de tudo, agora no ultimo dia do ano, podemos fazer o balanco: tivemos um ano abencoado em varios aspectos. Eu estou no mestrado, com planos para o doutorado. Jeff deu uma guinada na vida e voltou a estudar, com planos para continuar ateh mestrado - doutorado. Kiyo estah a cada dia com mais jeito de menino-grande. Sinto que meu "baby" jah nao eh mais baby ha tempos. Nesse ano foram varias conquistas: mudamos de casa, fomos ao Brasil, recebemos inumeras visitas, Kiyo aprendeu a escrever seu proprio nome, seus desenhos tomam formas mais concretas, sua fala tambem. Seu temperamento continua docil e amoroso. Ele diariamente demonstra seu amor por nos atraves de gestos, abracos e palavras de carinho. Ele tambem demonstra sua independencia social ao declarar que vai passear com a Voh Lillian e indo (sem papai ou mamae). Nesse ano tambem ele naturalmente desmamou, depois de 4 anos e meio, sem traumas. Fico feliz ao constatar que ainda somos seus melhores amigos, seus melhores parceiros de brincadeira e seu porto-seguro. Espero que no ano de 2012, possamos continuar fazendo varias limonadas maravilhosas (quanto as que fizemos nesse final de ano) e que o Kiyo possa aprender a manter o foco nas coisas importantes da vida: familia, amigos e principalmente AMOR, afinal de todos os dons que podemos ter, esse eh o melhor!


QUE TODOS TENHAM UM ANO NOVO CHEIO DE LIMONADAS REFRESCANTES PARA CELEBRAR!!!

4 comentários:

Ana Carolina disse...

Realmente, querida. Vocês fizeram uma ótima limonada. Eu desejo que os sonhos para 2012 expressos por você sejam todos realizados e que muitos outros sejam adicionados à sua lista. Que vocês continuem tendo a mente nas alturas de seus sonhos, o coração no amor e os pés .... no chão mesmo. Podem contar com nosso apoio e amor para sempre. Beijos zilhões....

As peripécias do José Guilherme disse...

como meu irmão sempre diz, que se não deu certo é que ainda não chegou ao final! Que bom que o seu final de 2011 foi tão gostoso!!!
Um 2012 com tudo de melhor que ele pode oferecer, cheio de sonhos e realizações!

Um beijinho no Kiyo e no seu amigo imaginário!

Kleu1960@ibest.com.br disse...

Dani! Vocês traduzem com simplicidade como as famílias deveria ser! Amorosas e responsáveis pela educação dos Filhos! Simples assim! Bjão primos lindos!

Kleu1960@ibest.com.br disse...

Dani! Vocês traduzem com simplicidade como as famílias deveria ser! Amorosas e responsáveis pela educação dos Filhos! Simples assim! Bjão primos lindos!