domingo, 18 de março de 2012

Amor do jeito do Kiyo...

A quem fale que menino eh menos amoroso. Eu, como mae de menino, nao poderia discordar mais. Acredito que nao eh o fato de ser menino ou menina que define quao amorosa, atenciosa e carinhosa uma crianca serah.  No meu ver, amor e carinho sao caracteristicas de um individuo que sao aprendidas pelo exemplo e exposicao as mesmas. Uma crianca aprende a ser amorosa e carinhosa a medida que recebe amor e carinho dos pais, familiares e outras pessoas que a cercam. Entao, dizer que um menino nao vai ser carinhoso ou que eh menos amoroso no minimo eh uma falacia. E isso pode estigmatizar a forma como a crianca percebe o mundo a sua volta. Rotulos servem para coisas, e pessoas nao sao coisas. Portanto, rotulos sao nao soh desnecessarios como sao nocivos ao bem estar do ser humano.
Digo isso, pois convivendo com o Kiyo posso afirmar sem sombras de duvida que ele eh um menino (espoleta, bagunceiro e ativo) que nao tem o menor problema em demonstrar carinho, amor, respeito por nos ou qualquer outra pessoa. E como essas caracteristicas sao individuais, ele o faz de forma bastante peculiar e surpreendente. Ponto em questao:
Dia 27 de fevereiro foi aniversario do Jeff. Um dia antes, eu comentei com o Kiyo que iriamos comemorar o aniversario do papai. Lah pelas tantas, Kiyo pega seu porquinho de moedas e fica pelo menos uns 30 minutos tentando retirar as moedas de maior valor lah de dentro. Jeff, sem entender nada, pergunta porque ele fazia aquilo. Kiyo, mudo e compenetrado, seguia na sua missao. Jeff jah estava no carro para nossa ida semanal ao supermercado quando percebo que o Kiyo estava frustrado tentando carregar suas moedas reluzentes numa "saquinho" improvisado feito com a propria camiseta. Perguntei o que ele queria comprar com as moedas, e ele respondeu baixinho (pro papai nao ouvir): "O bolo de coracao para o aniversario do papai!" Peguei uma bolsinha de moedas e o ajudei a colocar suas moedas ali dentro. No mercado, Kiyo nao sossegou enquanto nao tinhamos parado na frente da sessao de panificios para escolher o bolo. SOh entao Jeff compreendeu o que ele queria com as moedas. E assim Kiyo voltou para casa satisfeito por ter comprado o bolo do papai (mesmo que as moedinhas dele continuem dentro da bolsinha).
A quem fale que menino eh menos amoroso. Eu, pessoalmente, nao conheco quem nao seja amoroso tendo recebido amor e carinho a vida inteira.

6 comentários:

Karine Helmer disse...

Deve ter sido o bolo mais delicioso da vida do Jeff não é mesmo???

DaniSapoo disse...

Acho que foi...

Mari Carpanezzi disse...

Que fofura, meu Deus...

Aline Cortes disse...

Que lindo!!!
Acho que é esse o caminho mesmo. Bebês e crianças precisam de contato físico e se não retribuem, é porque não receberam, de um jeito ou de outro.
Eles nos surpreendem a cada dia.
Parabéns pelo filho lindo, por fora e principalmente por dentro.
Beijos,
Aline
www.decaronanacegonha.blogspot.com

Julia disse...

sem palavras...
Para encher os olhos d'água

Amamos vcs
Ju, Du e pequeno Caê

Bete Strøm disse...

Que fofo que ele eh!!! Voce tem razao, um lar onde tem amor, passa essa energia boa para as criancas... O Bruno eh super carinhoso, mas acho que eh de tanto carinho que dou para ela tambem--- Beijos e parabens para o papai!
http://www.meufilhominhavida.com/